terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fui,nem sei quando volto!

Bom, este blog entra em recesso agora.
Hibernará até eu organizar minha vida.
Fui.
Beijos gostosos á todos.

Um dia,há quatro gerações atrás,uma mimada burguesa casou-se com um romântico louco,ou nem tão louco assim, ainda.
Uma noite, depois de muito vinho, este homem ,bêbado, foi á praça pública, no centro de Gênova e fez um colérico discurso contra o governo, declarando seu desprezo pelas condições de vida do povo.
No dia seguinte, seu sogro,rico e proeminente politicamente, visando proteger sua filha, reuniu os mais finos e valiosos bens da casa, e as pressas, colocou-os junto com o casal em um navio de turismo, rumo á argentina.
Nesta viagem,de tudo aconteceu.O caso mais notório, foi a briga da jovem com uma suposta rival, uma bela cigana, e um brinco, arrancado na briga,foi guardado e exibido,como troféu,por muitos anos, até que perdeu-se no tempo, nas mãos dos netos ou bisnetos, não sei.
A caminho da argentina, o naufrágio
Recolhidos por um barco de pesca,desembarcaram em Guaíba, Rio Grande do Sul.
De tudo que trouxeram, sobrou nada além do brinco,e de um longo e pesado colar de ouro, e cada elo dele, sustentou o casal por longo tempo.
Sem nada, nem direito á terra , garantido aos imigrantes, ficaram na Florida por algum tempo, em um casebre no meio do mato,na pobreza.
A linda menina burguesa conformou-se com aquela vida, motivada com certeza pelo imenso amor que sentia por aquele homem.

De uma história muito mais antiga, pouco sei.
Contam os descendentes que, em um barco real, carregado com tesouros da rainha Inglesa, o tesoureiro fugiu para o Brasil.
De resto, mais nada sei.
Olhando para meu corpo, percebe-se o sangue turco, ou libanês.
Pelos sinais e sardas, vê-se um traço holandês.
Pela anemia falciforme, uma suspeita de africanidade.
Pelos poucos neste pais que partilham o mesmo sobrenome, percebe-se que os varões da família amaram pessoas das mais variadas classes e raças.
Fugidos e livres para amar quem quiseram.

Nestes fragmentos de história,eu me apresento.
E fujo também.

4 comentários:

A Madrasta Má disse...

Volta logo!
Bjinhos da Madrasta!

BHY disse...

Só confundi a história do Guaíba que depois pula pra Flórida? No mais, achei lindo. ;-)

Pimenta disse...

Florida é uma praia de guaíba, de rio, daquelas que você entra de roupa e tudo, e sai marronzinho, mas dá pra beijar muito por lá,rsrsrs

BHY disse...

Ah, ok, rs.
;-)

NeoCounter