quarta-feira, 29 de julho de 2009

DO BHY

Tá no BHY

BHY diz o que eu gostaria de dizer,mas a diferença é que ele tem classe.Eu não consigo expressar meu desapontamento com as pessoas que passam pela vida habitando o espaço de seus umbigos,formando uma massa apática e insensível, alienada de tudo.
O dinheiro some,a educação vira um arremedo ,a virtude desaparece junto com a humanidade,o direito é corrompido, e enquanto a água não molhar as suas bundas, ameaçando o umbigo, elas não se sensibilizam,não tomam nenhuma atitude produtiva.Nem por elas mesmas,muito menos pelos outros.
Eu exijo direitos que cubram á todos.Sem exceção por serem isso ou aquilo.
Simplesmente por serem GENTE.Como eu,como você,que vivemos neste mesmo mundo.
Eu luto por um admirável mundo para meus filhos.Sendo eles gays ou não.
Quando se ama, a paz e a integridade são o que interessa.
E eu estou cansada de desamor e injustiça.
Leia e reflita, por favor.







Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
EU QUERO MEUS DIREITOS

Marc Jacobs, que eu AMO, por tudo, por ser um grande estilista, por ser talentoso e glamoroso sem a mínima necessidade de ostentar qualquer dessas qualidades, criou uma camiseta que reivindica os mesmos direitos que os héteros têm. Nela diz: I pay my taxes, I want my rights. (Eu pago meus impostos, eu quero meus direitos). Essa questão já foi levantada pelo Carlos Tufvesson: afinal, se todos são iguais quando pagam seus impostos, por que são tratados de maneira diferente em relação aos direitos? É uma questão absurda de tão óbvia. A mim, parece que enquanto não fizermos algo radical, como DEIXAR de pagar impostos, nada será feito. Não tá sendo possível esperar que o Espírito Santo ilumine as mentes e os corações de todas as pessoas para que elas percebam que não é humano viver num mundo assim, onde quem não expressa seu ódio incontido em nome de Deus contra os gays, ou da tendência à barbárie que carrega em seu caráter, o expressa pelo descaso. Porque se você não tá nem aí que gays não possam viver plenamente, você não tá nem aí se vive ou não num lugar razoável. Se você vivesse num ambiente cercado de justiça, você teria mais condições de ser feliz, pois você está rodeado de gente que se sente bem. E deixa eu lhe contar um segredo: a felicidade PRECISA ser comunitária. Não existe felicidade no solitário. Isso é complexo de explicar, mas fácil de perceber. Basta dar uma olhada nos comentários pingando ódio deixados no site do Vírgula. Mas não são essas "pessoas" desumanas que atrapalham os gays. São a maioria, que não tá nem aí. Que se comporta como se nenhum problema social jamais fosse atingi-la. As pessoas precisam ser lembradas mais vezes que elas precisam ser instruídas. É esse grupo desavisado que permite que vivamos num mundo que beira ao insuportável. É esse o grupo que poderia torná-lo admirável.

Imagem
Postado por BHY
Marcadores: DIGNO, É TENDÊNCIA? TÁ USANDO?
Links para esta postagem

Criar um link

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Muito bom o texto! Me fez pensar bastante!

Beijocas

Nanda disse...

Luta interminável!

NeoCounter