segunda-feira, 25 de maio de 2009

Blogagem coletiva

[erotizaçaoinfantil.jpg]


Não á erotização infantil...
Como se fosse fácil...
Mas eu tenho esperança.(vc foi no blg do Celso, que eu sugeri?Viu a dica de como abrir caminho á força por meio da internet?)
Sou chata,incomodo,pentelha de carteirinha, então, vencendo meu próprio desânimo,repito.

A linguagem erotizada fugiu do contexto onde é prazeirosa e desejada.
Tomou as ruas, os comerciais, as mentes e as atitudes das pessoas.
Tenho um alerta para dar.

Na minha concepção, gente é gente em qualquer lugar.Farinhas do mesmo saco,desejos, anseios e dificuldades semelhantes, não importando a nacionalidade,respeitando as diferenças entre miséria e bonança,cultura e ignorância.
Aqui na asia, o que eu ví,que despertou minha atenção, é o foco que as pessoas põem nas suas vidas.
Sexo,erotismo,são fatos da vida de todos humanos.

Nos países desenvolvidos ou nem tanto, mas que tem respeito por seus cidadões,os relacionamentos e a existência estão sendo modificados por pessoas que buscam o que fazer da vida,mais interesses, planos de futuro,opções nas suas vidas,enfim, o direito de desenvolver-se no campo que escolheram, deixando para quando conveniente as decisões de amor, familia e filhos, se lhes interessar de fato estes pontos em suas vidas.

Voltando á Asia,o que ví de contraste com este ponto, vem dos imigrantes Phillipinos que abandonam seu país, suas familias já constituídas,suas crianças, nas mãos de terceiros, para conseguir o sustento destes na sua terra natal, que oferece condição mínimas de trabalho e dignidade.
Em parte,não são parecidos com os Brasileiros, porque recebem educação que os habilita a sair da condição difícil para ir trabalhar em outros países, pois aprendem a lingua inglesa na escola,
São educados, apesar da pobreza.E lindos, no meu conceito.

Mas eles tem, como grande trunfo, assim como muitas das nossas mulheres, o sonho de casar com um gringo, pegar a familia, e sair de vez da miséria.
É a unica nacionalidade,que ,como fazem as brasileiras, checam a própria bunda no espelho, antes de sair do banheiro.São eles e nós, que damos importância á isso.
Porque usam a sexualidade como ferramenta.
E sim, os turistas os visitam não só pela beleza daquele país maravilhoso em recursos naturais,
mas pela beleza e vulnerabilidade das suas crianças,das suas mulheres e rapazes.
Turismo sexual.
E enquanto a gente ensina que ser bonita, atraente e sexualmente aprazível é um bom negócio,a situação não vai mudar tão cedo,pois encontra força nestes governos que não se importam com a dignidade do seu povo.
Nós assim, estamos empurrando nossas crianças para a fuga fácil da pobreza.
Sem dar a alternativa digna de fugir atravéz do trabalho e do desenvolvimento pessoal.
E não afeta apenas as crianças,mas a esperança de um futuro melhor para todos nós.
Chorei.
Espero ter contribuido nesta rede,com um assunto que a maioria prefere ignorar, ou ver só por partes.
Porque gosta da mulher gostosa vendendo a cerveja, porque acha bonito os corpos femininos vendendo volúpia,porque sente necessidade de ser bonita(o), e gostosa(o),e no fundo, nem sabe bem porquê, e pra quem.(se vc for me dar a desculpa que é por você mesmo, me desculpe,você consegue ser muito cruel e exigente consigo mesmo)
Só peço que pense a respeito.Por alguns minutos.Reflita por alguns segundos e identifique quantas vezes vemos o uso do erotismo nas ruas ao alcance das crianças, onde não precisava ser usado.
Encare como exercício poderoso, aquecimento da cidadania,do amor á infância e do respeito.
bjos

4 comentários:

Atreyu disse...

Que coisa bárbara!
Não entrei nessa corrente :/
Deveria!
Acho isso um absurdo e uma crueldade sem tamanho!
Parabéns pela iniciativa!

Mariposo-L disse...

sabe vi essa blogagem coletiva ai ..mas não quero participar , sabe porque , sou a favor do controle 'RIGIDO" de natalidade, ai envolve questões de sobrevivência do planeta, dai você fala e o que isso tem haver ...
Dai respondo, cuidado a resposta é meio fria mas se agente continuar a viver no mundo da alice isso só vai piorar. Tem "Pais", que não deveriam ter filhos, pois não tem a menor condição para criar com dignidade que o mundo de hoje exige , dai acontece essas coisas, e vejo que em casos de pedofilia só os pedófilos vão em cana acho que os pais dessas crianças molestadas tem sua parcela ( e grande ) de culpa ... mas ficam impunes ...

amiga ainda continuo sem comentas posts com vídeo a net continua a fumaça

bjs

pimenta disse...

É, controle é uma coisa importante, mas tá cada dia mais dificil e longe de ser alcançado, percebe?
É o bolsa família, as igrejas dominando e falando alto, a pressão social em cima daqueles que não tem certeza se querem ou não ter filhos,
Isso fora os que nascem por falta de informação, gravidez precoce,acidentes.
E eu sinceramente acho que a erotização da midia contribui para piorar a situação de vida de todos os que não tem ou tiveram orientação capaz de impedi-los de entrar nessa onda.
Vide os velhos repuxados e sem expressão que não largam as poses sexis nem com 70 anos.Ou as meninas de 11 gestantes.
Tá tudo no mesmo pacote neste mundo.Tem tentar avaliar o pacote todo.E então você percebe quanto é grande, e quanta coisa envolve.
Experimente dizer em uma rodinha(hetero de preferência) a frase:
Eu não quero ter filhos!
E veja o que acontece...
E o mais cruel, é que nas mazelas da infância, sim, os pais são sempre culpados.
bjo,

pimenta disse...

Ah! sobre os videos, as vezes fica dificil, pois a china tem censuras e tem muitas coisas que não consigo abrir aqui,ás vezes nem as fotos do panoramio!
bj

Arquivo do blog

NeoCounter