domingo, 31 de maio de 2009

Mundanças

Respeitáveis,estou voltando para o Brasil.
Se este blog ficar abandonado,é porque estou trabalhando muuuito por aqui, fechando caixas com a minha mudança.
Espero conseguir atualizar as frases, pelo menos!
bjos.

Gritos

Olha,nem sei em que jornal eu ví isso.Mas tenho a impressão de já ter visto.Sabe quando você escreve uma história e tem a impressão que só lembrou de alguma outra que leu?Quem sabe do Veríssimo.É, eu cresci com ele e Scliar,então, nem sei, mas vai assim mesmo.
Sabe como é, pum que sobe pra cabeça,rsrsrs


A ultima coisa que ouviram, foram os gritos de Marcella.
Eram altos, desesperados.
Depois,ficou tudo quieto, e seu Nildo e Dona Maria não sabiam o que fazer.
-Será que ele matou ela? Perguntou Maria.
-Eu começo a achar que sim. Sussurrou Nildo, sentindo-se angustiado.

Marcella sempre fora de falar alto,de gesticular também.
Quando ria, todos ficavam olhando, pois parecia que não ia parar nunca.
Quando começou a namorar o cafajeste do Gilson,foi um tormento.
Toda noite eles acordavam assustados,era um barulho infernal,gritinhos risadas enfim,pareciam dois bichos brigando.Os vizinhos do outro lado pensavam em chamar a policia, mas como Gilson era inspetor, não ia adiantar de nada, então, foram acostumando.

Já estavam nessa vida há quatro meses, quando a relação deles começou a mudar.
Em vez dos escândalos apaixonados, era briga diária.
E nada de discussãozinha de meia hora, as vezes durava a noite toda, pois depois do arranca- rabo, vinha a reconciliação,e o barulho não acabava nunca.
Mas hoje tinha acabado.Tudo estava silencioso,e os velhos temiam pelo pior.

Pela manhã,foram acordados pela policia,que veio tomar depoimentos dos vizinhos,tentando achar alguma pista para as duas misteriosas mortes.
Marcella e Gilson foram encontrados pela faxineira.

O corpo de Gilson sangrava pelo ouvido,e Marcella, jazia roxa, como asfixiada.
Na autópsia, ficou provado,Gilson tivera um derrame fatal.
Marcella morreu de uma parada cardio-repiratória.
Mortes naturais, o legista afirmou.
Provavelmente,ao ver Gilson sangrar pelo ouvido, Marcella achou que o tinha matado à gritos.
E morreu, depois de tanto gritar.
Depois disso, Nildo e Maria foram ficando surdos, e agora, eles começaram a gritar.

O vizinho do outro lado anda pensando outra vez em chamar a policia.

Com legendas! Peguei da Ana Luisa!

sábado, 30 de maio de 2009

O que você bebe?

Me contem aí, qual foi o seu maior porre, onde alcolizado promoveu barbaridades, que eu te conto como acordei na calçada de uma avenida.Foi desova, rsrsrs...

Artur da Távola,para meus poucos mas bons amigos.

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
E o mais independente.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro
retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto
no exato ponto em que foi interrompido.


Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.


Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar
a um não afim, sai simples e claro diante
de alguém com quem você tem afinidade.


Afinidade é ficar longe pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que impressionam comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento


Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.


Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando falar,
jamais explicar: apenas afirmar.


Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.


Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quanto das impossibilidades vividas.


Afinidade é retomar a relação no ponto em que
parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro sob a
forma ampliada do eu individual aprimorado.

Artur da Távola

quinta-feira, 28 de maio de 2009

aids

As manias

Assista!Não tem legenda,sinto muito.Eu estava aqui quando o povo reprisou os tempos de Mao
e levantou de novo os livrinhos na praça.Impressionou ontem, impressiona hoje.
Assista,e melhore o seu inglês também!


Dancing Lula do Não salvo!

Mulher de piloto

Antes que você me pergunte porque eu não gosto de gente,vou contra umas histórinhas que já aconteceram comigo.
Um dia, meu marido me disse:
-Amor,o fulano ligou e pediu pra ficar uns dias aqui em casa,com a mulher e os filhos, e eu disse que sim.Desculpa não ter te consultado!
-…
Passei a sentir que não ia dar certo,mas, como ser evoluido e involuido dez vezes, tratei de achar que, se eu desse bola para esta minha intuição, esse sentido aranha que tilintava, acabaria sendo ruim mesmo, então relaxei, e esqueci o negócio.
Bom, eles chegaram.
Largaram as coisas, e o amigo pediu par air á farmácia, nem sei aonde, e eles pegaram o carro e foram.
Após umas duas horas fora, a mulher começou a dar chiliques porque o marido não voltava.
Me fez pedir um taxi para ir embora.
Fiquei chocada, mas chamei, já que a bisca era assim nervosa melhor que fosse.
Tive que carregar mala da louca e seus filhos morro abaixo, e quando o taxi chegou, ela desistiu de ir.
Ficamos de cara, eu e o taxista. Tive que pagar a corrida dele até ali, pois ele era camarada, e sempre atendia meus pais,á qualquer hora.
Percebi a roubada que meu marido havia nos posto.
As crianças eram nhenhenhem sem tamanho.Uma coisa triste de ver.
A louca da mulher manipulava a relação dos filhos com o pai.
Pai piloto é pai ausente, não tem como negar, mas é problema entre pai e filhos.
E uma mãe não tem o direito de dizer aos filhos que o pai é isso ou aquilo, afinal, a relação é entre eles!Triste de ver.
E o desvairio aumentava.
A mulher ,na minha frente, só reclamava e destilava ódio e raiva.
Na frente do meu marido, se fazia de bonita e descolada
Na frente do marido dela, era solícita e amorosa.
Uma vez ao levar um café para o marido, olhou para mim e lascou:
-Esse é para pagar meu cartão de crédito!
Se queixava o tempo todo, do marido, da sogra,do cunhado, e até para a terapeuta da sogra ele tinha um plano de aniquilação;
Se ela continuasse a fazer a cabeça do marido, ela denunciaria a psicóloga para a ordem, pois ela e sua paciente tinham ido viajar juntas, e a louca inclusive tinha guardado um papel de reserva no nome delas para fazer a denúncia!
E muito mais! O abostado do marido estava há mais de ano tentando abrir uma banca no Mercado de uma cidade lá,não entendia como as coisas demoravam tanto!E demoravam, porque a a mulher dele estava protelando a papelada , pois não deixaria a banca abrir enquanto não estivesse no nome DELA!HAHA!

Foi dela a frase célebre, que já publiquei aqui:
Não me separo porque vou ter que ficar vendo a cara destes meninos!
Não tenho um casamento, tenho um negócio!

Então, eu já não aguentava mais aquele exu tranca vida, então resolvi inovar:
-Porque tu não faz como eu ?Ao invés de viver infeliz, tenho caso com o vizinho!Temos um grupo de suruba que se reune sempre quando meu marido não está!
Enfim, contei para ela uns 5 casos diferentes,todos inventados,e avisei meu marido:
-Amor, disse isso, isso ,e aquilo.
Agora nós vamos ter certeza se essa pessoa está momentaneamente desequilibrada, mas tem coração, ou se é tudo maldade mesmo!

O que você acha que aconteceu?
Isso mesmo!
No outro dia, o marido dela ligou para o meu.
-Olha, tenho uma coisa prá te contar!
Meu marido:
- Já sei, tu vai me dizer que eu sou corno!
- Como tu já sabe?
-Vem aqui que eu te conto!
E ele veio, eu contei á ele o negócio da banca, mas resolvi não falar mais nada, afinal, percebi que devia ser muito mais vantajoso para ele uma Tirana facilmente manipulável com dinheiro, a quem você dá a grana para ter paz, do que uma mulher que realmente te ama, e dá trabalho, discutindo relação, te fazendo sentir e pensar ,e viver uma relação á dois de verdade.

E eu ainda disse:
Já sei até quando ela te contou isso, foi quando disse que te amava e que não queria que o casamento de vocês virasse o que virou nosso casamento, certo?
Sabe o que ele disse?
Que ela foi a princesinha da familia, era mimada e confusa!HAHAHAHAHAHA!
Não se deu conta de que era manipuladora também?

Decidí que ele merecia.
Estão casados até hoje.
Que sejam felizes na vida que escolheram.
For ever!
Assim a gente aprende.Até o inferno pode ser confortável.rsrs

Mulher de piloto do dia
Sempre que seu marido começar a se achar,lembre-o que ele é um motorista,
não importa de que máquina.
Éééé,mulher de piloto é malvada,você vai descobrir isso aqui.
depois que te contar as outras histórias.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Frases do dia.

Respeitáveis, vou publicar as frases do dia que o Fernando me mandoul.
Então, até que elas se acabem...

Essas mães...




Confere o que a Taís Vinha postou no OMBUDSMÃE! Demais!Quem não gostar nem um pouquinho, ou não tem filhos, ou não tem mãe...ou é político!

http://ombudsmae.blogspot.com/

terça-feira, 26 de maio de 2009

Em memória de Enio Barros de Oliveira(pule direto aos 8:14!)

Se você não tem paciência,pule direto para ao 8:14!
Sinto muito, mas não sei editar o vídeo para dizer-lhes só o que quero,no que acredito, com todo meu coração.
Então,o meu recadinho particular começa aos 8:14 de movie.O resto é informação interessante,para que ninguém caia em esforços inúteis e mutilantes de tentar ser o que não é .
Meu tio e alguns amigos morreram,sem se sentirem aceitos por Deus.
Me dói até hoje.
Com certeza são os anjos mais purpurinados e poderosos do céu.

"A morte não existe,assim como não existe distância para o amor"


Nega me responde!


Ô nêga,me responde!
Vamo morá em Imbituba?
ou vamo pra Ibiraquera?
Quem sabe pra Capri, do ladin do seu Francisco, aquele lá do sul?
Ai, que coisa...
E eu que nem sei aonde quero morar,
nem se vale apena mudar
o pouco que temos pra lá!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Eu,eu eu,esse circo é meu




Esse nariz rendeu...

Lindo!Postagem numero 100!

Desliga essa gritaria e ouve isso aqui.(dê um pause no som)






Peguei do Celso Dossi

Blogagem coletiva

[erotizaçaoinfantil.jpg]


Não á erotização infantil...
Como se fosse fácil...
Mas eu tenho esperança.(vc foi no blg do Celso, que eu sugeri?Viu a dica de como abrir caminho á força por meio da internet?)
Sou chata,incomodo,pentelha de carteirinha, então, vencendo meu próprio desânimo,repito.

A linguagem erotizada fugiu do contexto onde é prazeirosa e desejada.
Tomou as ruas, os comerciais, as mentes e as atitudes das pessoas.
Tenho um alerta para dar.

Na minha concepção, gente é gente em qualquer lugar.Farinhas do mesmo saco,desejos, anseios e dificuldades semelhantes, não importando a nacionalidade,respeitando as diferenças entre miséria e bonança,cultura e ignorância.
Aqui na asia, o que eu ví,que despertou minha atenção, é o foco que as pessoas põem nas suas vidas.
Sexo,erotismo,são fatos da vida de todos humanos.

Nos países desenvolvidos ou nem tanto, mas que tem respeito por seus cidadões,os relacionamentos e a existência estão sendo modificados por pessoas que buscam o que fazer da vida,mais interesses, planos de futuro,opções nas suas vidas,enfim, o direito de desenvolver-se no campo que escolheram, deixando para quando conveniente as decisões de amor, familia e filhos, se lhes interessar de fato estes pontos em suas vidas.

Voltando á Asia,o que ví de contraste com este ponto, vem dos imigrantes Phillipinos que abandonam seu país, suas familias já constituídas,suas crianças, nas mãos de terceiros, para conseguir o sustento destes na sua terra natal, que oferece condição mínimas de trabalho e dignidade.
Em parte,não são parecidos com os Brasileiros, porque recebem educação que os habilita a sair da condição difícil para ir trabalhar em outros países, pois aprendem a lingua inglesa na escola,
São educados, apesar da pobreza.E lindos, no meu conceito.

Mas eles tem, como grande trunfo, assim como muitas das nossas mulheres, o sonho de casar com um gringo, pegar a familia, e sair de vez da miséria.
É a unica nacionalidade,que ,como fazem as brasileiras, checam a própria bunda no espelho, antes de sair do banheiro.São eles e nós, que damos importância á isso.
Porque usam a sexualidade como ferramenta.
E sim, os turistas os visitam não só pela beleza daquele país maravilhoso em recursos naturais,
mas pela beleza e vulnerabilidade das suas crianças,das suas mulheres e rapazes.
Turismo sexual.
E enquanto a gente ensina que ser bonita, atraente e sexualmente aprazível é um bom negócio,a situação não vai mudar tão cedo,pois encontra força nestes governos que não se importam com a dignidade do seu povo.
Nós assim, estamos empurrando nossas crianças para a fuga fácil da pobreza.
Sem dar a alternativa digna de fugir atravéz do trabalho e do desenvolvimento pessoal.
E não afeta apenas as crianças,mas a esperança de um futuro melhor para todos nós.
Chorei.
Espero ter contribuido nesta rede,com um assunto que a maioria prefere ignorar, ou ver só por partes.
Porque gosta da mulher gostosa vendendo a cerveja, porque acha bonito os corpos femininos vendendo volúpia,porque sente necessidade de ser bonita(o), e gostosa(o),e no fundo, nem sabe bem porquê, e pra quem.(se vc for me dar a desculpa que é por você mesmo, me desculpe,você consegue ser muito cruel e exigente consigo mesmo)
Só peço que pense a respeito.Por alguns minutos.Reflita por alguns segundos e identifique quantas vezes vemos o uso do erotismo nas ruas ao alcance das crianças, onde não precisava ser usado.
Encare como exercício poderoso, aquecimento da cidadania,do amor á infância e do respeito.
bjos

domingo, 24 de maio de 2009

Meu nariz de palhaço


Hoje lembrei que já uma fiz aula em um curso de palhaços!
Ensaiamos uma esquete circense,E eu, fui a palhaça Dona Véia.
ÉÉÉé,e combinava muito bem comigo...
Palhaçada!
E eu fiquei pra sempre com o nariz vermelho,rsrsrs.

Celso dossi Os ditadores tem medo da internet

http://celsodossi.blogspot.com/2009/05/ditadores-tem-medo-da-internet.html

Passa lá, depois me diz.
Vai logo!

Cada mula com sua carga!

Eu sou uma mula!Estamos na quarta caixa de livros!
E vamos carregar todos!
Cultura peeesa!
Nas costas...

sábado, 23 de maio de 2009

Julgar ao próximo(Não se iluda,não julgar é hipócrita)

Não se iluda,é biológicamente impossível ter um cérebro humano e não vestir a toga de juiz,para tudo e todos.
Hoje falando com uma amiga,ouvi a frase:
Quem sou eu pra Julgar...
Te confesso que no mesmo momento, ví as pessoas hipócritas, cínicas e falsas, que na frente de todos jogam a frase"bonita"e na intimidade dos seus julga, condena e ainda espalha seus maldosos pontos de vista.
É impossível ter uma personalidade sem julgamento.
Julgamento é foro intimo, que forma quem somos, o que nos serve,e o que não.
É a medição que fazemos do mundo,de fazer escolhas e o meio de inserirmo -nos aonde devemos e queremos estar.
É biológico e se faz em questão de segundos.
É patético e confuso abster-se de julgar.E impossível, pois é programação neurológica,mais uma ferramenta útil da evolução.
O que podemos fazer é, recolher nossos julgamentos instantâneos para amadurecimento, desenvolvimento , exercício da empatia, aplicação da piedade e do entendimento ao próximo.
E não julgar precipitadamente, claro, mas isso é outra história...
Se você não quer expor seu ponto de vista(que desculpe, é óbvio que todos tem um),diga simplesmente,Eu não quero falar, não vou emitir minha opinião,calar -se,ou o que for melhor para o momento.
Não há nada pior do que diminuir-se ao ponto de dizer que vc não é nada, ao invéz de assumir que você não quer emitir seu juízo sobre o assunto.Humildade falsa.
Isso para mim, que sou uma chata de galocha ,e odeio hipocrisia.(embora eu mesma seja tão ácida, que precise ser cínica milhares de vezes,pra não ter que dizer o que penso lá no íntimo),respeito as palavras, e julgo sim, o uso delas.
Julgo meeesmo!!
Julguem vocês também.
Mas lembrem, existem vários tribunais de apelação,e você deve aceitar o que vem de todos eles, antes de bater o martelo!!

Quem pratica meditação,e experimentou a técnica do ver sem julgar, e tem alguma coisa a dizer sobre isso, pode me escrever,please.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Homem é bom?

Maquiagem!

Olha o que eu achei! A pessoa bonita ensina auto- maquiagem!
Bonecas, montem-se! E aprendam maquiagens poderoooooosas.
eu amei.


quinta-feira, 21 de maio de 2009

leiam e digam algo !

A história que vou contar aconteceu em minha vida, e pode acontecer na sua também.

Comprei uma casa linda, em um lugar paradisíaco. Na beira de um rio à beira-mar. Não poderia estar mais contente. A vida corria tranquila, e tudo estava bem.
Foi quando um dia, na hora do almoço, ao sentarmos á mesa, alguém invadiu a casa, e estava no terceiro piso, acima de nós.
Agarrei uma faca, e subi para ver quem estava lá. Não havia ninguém e tudo estava quieto, não havia por onde entrar, ou sair. Achei estranho, e imaginei ter sido um animal, gambá ou gato, que poderia ter entrado por algum lugar que eu não havia descoberto ainda.
O dia correu normal, até o almoço seguinte, onde ouvimos claramente os passos de uma pessoa sobre nossas cabeças, novamente no terceiro piso. De novo, não era nada, nem ninguém.
A situação continuou assim por um mês inteiro. Eu dizia que era o sol, trabalhando no madeirame da casa. Mas nem eu mesma conseguia acreditar nisso. Subitamente como começou, parou, e um novo fato começou a acontecer.

As coisas que eu estava usando no momento desapareciam. Era largar algo por um instante, voltar para pegar, e não estava mais lá. Desaparecia tudo que estava na minha mão, e que eu sabia aonde estava, caneta, pás, colheres, chaves, peças de roupa, sacos plásticos...
Enlouquecedor.
Eu procurava em todos os lugares, e sem mais, o objeto reaparecia, no mesmo lugar em que eu havia deixado no inicio.
Achei que estivesse doente, doença senil, talvez, esquecimento ou cegueira súbita, loucura, nem sei.
Começei a duvidar de mim mesma.

Foi então que a cada vez que um objeto desaparecia, eu chamava alguém para me ajudar a procurar. Todo mundo da casa procurava, e não encontrava, até que um dia, uma pessoa veio me dizer que havia olhado em um determinado lugar, tinha certeza de ter olhado alí, e minutos depois, lá estava o objeto, naqiuele mesmo lugar.
Olhava incrédula para mim, como se eu tivesse a resposta para isso.

Foi depois disso que comecei a ver coisas. Eu via um homem branco, baixo e raivoso.
Depois ví uma mulher clara, delgada, e um homen negro.
Vi um menino que apontava um lugar, mostrando-me.
Em uma visão dessas, descobri que o homem baixo matara sua mulher e o escravo seu amante.

Quanto ao lugar do menino, encontrei um senhor que foi o responsável pelo alagamento da area, quando tentou desencavar um tesouro, que supostamente deveria estar ali.
E algo terrivel os perseguia pela eternidade, presos naquele lugar.

Muitas outras coisas estranhas me aconteceram.Toda noite de lua, eu era obrigada por um desejo incontrolável a sair para a noite. Ia para a rua, e ficava lá, á beira do rio, que corre para o mar, ouvindo sussurros vindos da mata ao meu redor.
Os sussuros me contavam horrendas histórias de morte e dor, e que havia uma força maior que os prendia ali.

Um horror maior que o sofrimento da morte, tão grande e apavorante que eu sequer consigo conceber.
Só posso te dizer o tamanho do medo que senti foi imenso, de ter que enfrentar essa coisa, forte e má, dentro da minha casa.
Fugimos de lá após vários incidentes, coisas que caíam, ligavam, marcas de fogo...

Eu perdi. Mas também ganhei. Prejuízo material e sanidade mental.
Vendi meu paraiso após um ano de abandono.

Do novo proprietário, o que ouvi depois, foi que morrera um filho, em um acidente que o deixou transformado em cinzas, mesclada em plástico e metal, irreconhecível. Não sobrou nem o que enterrar!

Rezo que essa pessoa não acabe presa lá também.
Mais uma alma torturada naquele inferno...



quarta-feira, 20 de maio de 2009

Adoro obedecer...

Olha, á pedidos eu tô colocando o follow me.
Não me pergunta porque eu tenho implicância com essa coisa,já que eu mesma uso...
Acho que é pelo nome, seguir pode ser uma coisa perigosa..rsrsrs,sei lá!

Bjo

terça-feira, 19 de maio de 2009

Hot vampires(I wanna do bad things with you)

When you came in the air went out.
And every shadow filled up with doubt.
I don't know who you think you are,
But before the night is through,
I wanna do bad things with you.


Falando de erotismo de novo,mas desta vez bem colocado em uma deliciosa série para quem gosta do tema vampirismo.
Yes, quando criança eu mesma sonhava em ser um!(Adivinha quem ia morrer primeiro!)
Na série, a situação dos vampiros é a mesma dos homosexuais hoje.Os humanos são bem estereotipados,problemáticos em suas vidas, carregam segredos ,e tem suas características pessoais bem exageradas.
Ainda não decidi se gosto mesmo de certos personagens, nem da proximidade que o vampirismo toma do homosexualismo,se algo bom pode resultar daí, mas é muito interessante, e põe o erotismo bem onde deve estar.
enjoy.

http://www.dvdtalk.com/reviews/37277/true-blood-the-complete-first-season/






Dos Pampas gaúchos.




Amo tua voz e tua cor
E teu jeito de fazer amor
Revirando os olhos e o tapete
Suspirando em falsete
Coisas que eu nem sei contar...

Ser feliz é tudo que se quer
Ah! Esse maldito fecheclair
De repente
A gente rasga a roupa
E uma febre muito louca
Faz o corpo arrepiar...

Depois do terceiro
Ou quarto copo
Tudo que vier eu topo
Tudo que vier, vem bem
Quando bebo perco o juízo
Não me responsabilizo
Nem por mim
Nem por ninguém...

Não quero ficar na tua vida
Como uma paixão mal resolvida
Dessas que a gente tem ciúme
E se encharca de perfume
Faz que tenta se matar...

Vou ficar até o fim do dia
Decorando tua geografia
E essa aventura
Em carne e osso
Deixa marcas no pescoço
Faz a gente levitar...

Tens um não sei que
De paraíso
E o corpo mais preciso
Que o mais lindo dos mortais
Tens uma beleza infinita
E a boca mais bonita
Que a minha já tocou...


Kleiton e Kledir

Minha história


Porque os gauchos não tem mais o que fazer no frio, embaixo das coberta,do que se esquentá né?

Aos meus queridos


Estou aqui,arrumando minhas coisas para ir embora .
Pela primeira vez nessa saga, senti minha fortaleza assoviar ao vento do pesar.

Sei que sentirei falta desse lugar,não de deixa-lo, mas de deixar de conhecer as coisas que ainda não sei.
Sei que vc está pensando se sentirei falta de pessoas, mas não sou bem assim.
Das pessoas que gosto e que ficarão aqui,sinto que ficarão bem, e nesse mundo,tudo muda, e um dia sei que as encontrarei de novo.
Um dia uma pessoa me disse, não há distância para o amor.E eu acredito nisso.

Aqueles de quem gosto muito sabem disso.Sempre lembrarei deles ,torcendo para que estejam bem.

Aqueles que não conheci bem,quando e se os reencontrar,poderemos começar de onde paramos,sem mais. Daqueles que não gosto,já estão bem longe de mim.
Meu único pesar foi não ter tido a competência de aprender o chinês.
Eu me interesso muito por história.História de gente, de bicho de coisas, de tudo.
E este lugar que deixo agora ainda guarda milhões de histórias que não conheço,que apenas vislumbrei, mas que sem saber ler em chinês, fiquei sem saber, ou só com o gostinho da história .
É um lugar de mágicas estórias e História.
De gente pressionada ao extremo da resistência humana.De amor e dor.

Não tive tempo de estudar o Budismo, o Confucionismo,as reencarnações. Eles acreditam em demônios e que espiritos de animais evoluem, assim como os humanos involuem em animais. Tanta coisa acontece, e é um desafio burlar o partido e descobrir a verdade do que está acontecendo no país.
Tudo é desafio. Bem assim que eu gosto.
Então, eu digo: Estarei sempre pensando, torcendo e desejando de verdade que vocês fiquem aqui, ou que vão para um lugar sempre um pouco melhor que o último,e aproveitem tudinho que esta terra tem de bom.
Se eu desaparecer, não ligar e parecer que nem lembro de vocês, minhas pessoas queridas,tenham certeza que estarei tocando miha vida para frente, como sempre, e que mesmo não dando um alô,manterei meu melhor sentimento por vocês!
Mesmo.
Zilhões de beijos
.
Agora, vou continuar arrumando as caixas.

domingo, 17 de maio de 2009

Blogagem coletiva





Infância, fase para alguns de doces lembranças,inocência e carinho.
Para outros, nem tanto, e ao que me parece uma minoria, de extremo horror.
A infância é uma fase de nossas vidas que nunca vai completamente embora. Fica ali, nem sei onde, esperando ser redescoberta, lembrada, reconhecida. Queiramos ou não.

Quando envelhecemos nos descobrimos gostando do sabor de alimentos que provamos anteriormente, lugares que escrutinamos na nossa curiosidade infantil. Fica como um lastro, uma plataforma da memoria, fazendo as vezes com que não saibamos de onde vem aquela sensação, boa ou ruim, de algo que revemos hoje.

Baseado neste sentimento que tenho sobre a infância, pergunto: quando a criança aprende as danças da estação, dancinhas da moda, tipo boquinha da garrafa, rebolando até o chão, e fazendo poses sensuais, em inocência infantil, quando ela crescer, e a inocência se for, e ela rever essas dancinhas, como será que vai ser? O que será o recall aí?

Vai lembrar da aprovação dos adultos, e achar que demonstrações explicitas de sensualidade e erotismo são agradáveis e boas, ou sentirá vergonha, por entender o que isso significa de verdade?

No caso de você ser um otimista e achar que o resultado será bom, uma visão livre do erotismo e sexualidade, nesse mundo que vivemos, uma exposição precoce à sexualidade, não é o que hoje já assistimos, incrédulos e impotentes?

Acho que está na hora de deixar as crianças serem só crianças, de criarmos limites ao que elas podem e não podem. Esse limite está nas nossas mãos.

Enquanto ontem a maioria desejava crescer para serem professoras, medicos, veterinários, etc, hoje, e principalmente as meninas, desejam ser bailarinas no faustão, fazer parte do Big Brother, serem modelos atrizes.

Da mesma forma essa erotização está destruindo a velhice das pessoas, impedindo-as de aceitarem a idade, a velhice , obrigando-as a terem aparência jovem e desejável.
Não deixemos que essa moda, essa linguagem erotizada, nem destrua a inocência da infância nem desvirtue as buscas da mocidade.

Até porque quem assite a execução das dancinhas, pode não estar vendo a inocência das crianças, pondo-as em séria situação de exposição e risco.

Quem aqui pode dizer com certeza o que será do amanhã?

Dia 28 escreverei sobre isso de novo,urge tomarmos conhecimento do o real porquê de existirem tantos outdoors,novelas e propagandas, que batem sempre no mesmo refrão,o erotismo .

Você pode até me dizer que todo mundo sabe,mas quem vai explicar isso ás crianças?

Precisamos tomar medidas quanto á isso.O que não será fácil pra ninguém.

Diga não, discuta, converse,vamos lutar para pôr outros valores na pauta da mídia.

O futuro agradecerá.


Report

Sabe quando você percebe que é sua sina estar atento á tudo de sutil e lindo neste mundo?
Que depois de passar a vida contando o que você vê no mundo,e os que ouvem tua história te olham de lado e dizem que não acreditam?
Então, sou uma dessas pessoas.Tudo que pode acontecer de diferente,único e raro,acontece quando estou por perto,ou então, eu tenho paciência e timming para ser testemunha das coisas e imagens incríveis que este mundo dá.
Passei o findi num camping,em Pui O,HK,China.
Sexta feira, eu ví um meteoro explodir e cair no mar, realmente próximo de mim,como nunca havia visto.
A noite estava estrelada e limpa, coisa que raramente acontece por aqui,devido ao smog que reina nessa terra,e eu estava lá, assistindo às estrelas.
Se eu te contar que,no sábado, na entrada do camping havia um grupo de Africanos mandando ver o dia todo nos atabaques, cantando e dançando, vc acreditaria?
Que no sábado á noite,o mar estava em bioluminescência, e as ondas estouravam em azul neon?
É,eu estava lá, e vi tudinho!
No domingo,assisti aos bufalos brincando no mar.
Enfim,não importa o que digam de você,o mundo que você testemunha é aquilo que você realmente é.
No caminho de volta,meu filho me perguntou:
Mãe, qual foi a pior coisa que já te aconteceu?
Eu tentei lembrar,mas descobri que prefiro deixar espaço de memória para tudo que acontece de bom,e se você perguntar,vai me ouvir falar de coisas inacreditáveis e lindas,por horas.
Assim ,tenha certeza,vou dormir hoje me sentindo alguém especial ,abençoado pela sorte e pelo destino.
Tô me sentindo!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

O caso da voz

Não tinha como evitar.Toda vez que aquela voz chegava aos seus ouvidos, um arrepio quente descia pela sua espinha,como uma grande gota de agua quente que molhava sua calcinha.
E não havia como escapar.
O Inferno da sua vida começou quando ela cochilava em uma reunião, não conseguia mais distinguir as palavras, devido á sonolência que lhe trazia aquela chatice.Tentando manter-se acordada,deixou aquela voz penetrar-lhe os ouvidos, lenta, macia, insidiosa, e o sono modificou o conteudo da fala, e ela deslizou para dentro de um sonho, onde gozava violentamente, com aquela voz ao seu ouvido.Acordou de um pulo, gerando risos e um olhar estranho do colega que falava, o maldito dono da voz.
Agora, todos os dias perdia preciosos momentos de trabalho tentando se concentrar,desfazer o calor que lhe consumia por dentro, cada vez que o maldito lhe dirigia a palavra.
Difícil era esconder o rubor.Difícil era descobrir de onde essa loucura havia vindo,
e o que fazer para se salvar do inferno que seus desejos criaram.
Nunca mais gozou depois daquele dia.
O pobre marido se esforçava, não compreendia o que estava acontecendo,mas relevava, pensando que era alguma coisa a ver com o trabalho.
E o pior, era mesmo, mas ela não confessaria nunca.Aquele maldito não tinha nada de atraente aos seus olhos, nada.
Homem feio de meia idade, com aquela barriga de chopp caindo por cima das calças.
Foi então que um dia, os dois ficaram depois do expediente, para que ele , lhe explicasse sobre o novo projeto,de sua criação, de camisinhas com anel vibratório, descartáveis.
Mas ela esqueceu de avisar ao marido , que foi busca-la no trabalho naquele dia.
Ao entrar no escritório, reconheceu imediatamente o que queria dizer aquela cara vermelha, aquele respirar rápido.
Foi convidado á sentar-se e ouvir o plano de implantação do novo produto, ao que aceitou prontamente, tomando assento , para desespero dela.
Assim aconteceu .Foi tudo tão rápido,ela nem entendeu quando seu marido se ofereceu para testar o produto alí, na sala de reunião.Quando percebeu, estava sendo agarrada pelo marido, que convidou o maldito á ajudar.
Em meio ao choque,decidiu deixar, sei lá, ela já não sabia o que estava fazendo mesmo, há tempos.
No final, depois do sucesso que foi o novo produto,ela descobriu o segredo do maldito.
O que a fez gozar não foi apenas a o produto, ou a voz, mas a barriga de chopp.
No outro dia, tudo voltou ao normal.
O marido,muito mais apaixonado, e equipado.
O colega, por vergonha do ocorrido, nunca mais falou com ela direito.
E a barriga vivia tapada, então, daquele dia em diante,ela voltou a trabalhar sossegada...

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Vá pra lá!Ou dê a direção á quem merecer!

Pode mandar que agora tem ônibus!


Fica na cidade de Bela Vista de Minas, perto de João Monlevade, MG.
Bela Vista, uma cidadezinha cercada de mato no interior de Minas Gerais, claro no Brasil, é uma grande surpresa.
Um dos bairros tem esse nome... Acredite se quiser!
O município de Bela Vista de Minas foi criado pela Lei nº 2764, de 30 de dezembro de 1962, desmembrado do município de Nova Era, declarando naquele momento, às margens do Córrego do Onça, a Independência de Bela Vista de Minas.
A cidade é divida em 7 bairros, Bela Vista de Cima, Lages, Serrinha, Córrego Fundo, Favela, Puta que Pariu e Boca das Cobras ( a Europa de Bela Vista).







Mail de Chris Coelho,que sabe direcionar o povo para lá com classe!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Quem odeia não é cristão.Tenho certeza.

How dare you just hate me? Desligue o som e ouça,desculpe por eu não saber como pôr legendas.
A primeira parte é tudo que eu tenho a dizer,também.




O que eles querem dizer é que irão trilhar o mesmo caminho que os negros trilham até hoje na América.Só isso.E pedem compreensão e união em busca de direitos para todos ....
http://www.youtube.com/watch?v=P601_LU0j1Y

Amor não traumatiza, sabia?

Matheus e Thiago, ano 2000,fazendo cara de salame pra mim.

Dia 14 meu filho do meio,o Tito faz 12 anos.
É meio estranho esse guri grande andando pela casa,ficando cada vez maior.
E depois do primeiro ano de vida, de dificuldade extrema,tudo ficou fácil,pessoa fácil, agradável e amorosa.
Até quando não sei,pois o que ele mostrará ou esconderá do que trouxe da infância é decisão dele, não minha.
Digo que amor não traumatiza,pois passei um ano sem poder dormir várias horas consecutivas.
Meu filho nasceu com um olho diferente do outro,em globo e nervo óptico.
Durante esse ano,em que ele tinha a visão dos dois olhos, tudo que se movia deixava um rastro,como efeito sequenciado de vídeo, sabe qual é?Você vê o braço movendo e vários braços seguem o mesmo movimento, entende? Imagine então um recém chegado no mundão vendo as coisas assim.
Ele dormia períodos de 40 minutos em média,despertando após esse período chorando muito e procurando por mim.Foi como uma gestação fora do corpo,pois ele não se sentia seguro com mais ninguem além de mim ,e Yolanda, a quem serei sempre grata, pois sozinha nunca teria conseguido suportar a privação de sono que vivi.Passei um ano com um moleque agarrado na minha cintura, com a mãozinha enrolada na minha roupa, para que eu não o deixasse nem um segundo.
Nesse ano, eu perdi minha memória, parecia meio louca,pois se eu me distraísse um segundo, não lembrava do que estava falando ou fazendo, e ficava com aquela cara de pastel perdido e sem recheio.
Foi quando um dia, ele me deixou e saiu andando.Dormiu uma noite interia.Foi no colo de outras pessoas, alguma coisa havia acontecido,e eu corri ao médico e descobri que ele havia ficado cego do olho esquerdo.
O cérebro dele decidiu que assim não dava, e em nome do desenvolvimento, parou de aceitar as imagens que entravam por aquele olho, que tinha o nervo maior, atrasando a imagem em milésimos de segundo.
E ele me curou do cansaço com aquele sorriso lindo,com carinho infindo e aquela alegria contagiante.Renasceu.
Menino abençoado que nasceu duas vezes.A primeira no medo,e a segunda no amor.
Que Deus te proteja e conserve, meu filho.
Te amarei por muitas e muitas vidas.
Esse foi só o começo da história, que eu espero que seja muito longa e feliz.
Depois disso,esqueci as dificuldades e tive mais uma filha, um dia conto a assombrosa história dessa menina.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Mentes discrepantes

Já está aberta a votação nos temas para a próxima semana no Mentes.
Vai lá e vota,que quem manda é você! A gente só diz sim.Rsrsrs,mente suja...
Vota,vota,já estou louquinha pra atender seus caprichos....

http://mentesdiscrepantes.blogspot.com/

Vai lá no blog e clica na palavra preferida!Aposto que vai ser cachaça!rsrsrsrsrsrsr,que a gente gosta mesmo é do balanço da água!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Intitulado.

Marina,7anos,Cebu,Philippines.

Então tá.
Sempre que começo assim, estou sem assunto.

Quer dizer, assunto eu tenho,mas não cabe assuntar por aqui.
Então tá então.
Os rótulos na minha opinião, são resultado da nossa agilidade mental em reconhecer e identificar as coisas,sem palavras.O resultado é um ícone mental, que prepara a programação neurológica de resposta á imagem na fração de segundos.
Extremamente útil para a escalada evolutiva.Vide onde chegamos,rsrsrs.
As vezes acho que o problema reside na busca do indivíduo em se enquadrar em um certo rótulo almejado.
Falemos então da imagem pessoal no vestir ,rotulo easy e todo mundo carrega um,o estilo pessoal.
Para fazer uma boa imagem de nossas pessoas,precisaríamos de money(coisa que a maioria dos humanos tem problemas de conseguir em suficiente número)para vestir,comer e viver, andando de acordo com nossa personalidade real(ou como imaginamos/gostaríamos de nos mostrar/ ser).
Vide eu por exemplo.Se eu tivesse cacife,em vez de comprar roupa barata,vestiria Hiromi Yoshida, tá?(delirando de novo, pobrezimdimim,auto piedade também é vaidade?)Seria despreocupada como já sou,de vestir a primeira coisa á mão, só que mais bem vestida,seria só abrir o armário e estaria show!
Seria um upgrade no meu rótulo de largada,mulambenta!E o povo ia aplaudir, mesmo que eu mantivesse meu rótulo de desagradável person, afinal, para alguns, imagem é tudo.
Imagem, a figura da vaidade.
Da imaginação.
E do dinheiro.(putz,fiquei de fora!)

domingo, 10 de maio de 2009

Brasil





By mail, from Amado.

sábado, 9 de maio de 2009

Ah, bruta flor do querer
















Armação do Pântano do Sul, Rio Sangradouro.Sc,Brazil


Eu preciso escrever,senão entupo o HD da minha cabeça.
Gostaria de me mover já, mas a situação é de espera.
Eu quero não dormir, mas morro de sono.
Eu tenho grandes planos, mas não tenho o dinheiro para tira-los da minha cabeça.
Eu queria muitos amigos, mas descobri que estes são poucos,
e os filhas das putas são muitos.
Eu queria sentir saudades, mas não sinto.
Queria nominar,e não tenho palavras.
Gostaria de ter medo, mas não tenho.
Queria sentir essas coisas, mas a esperança não deixa.
Ocupa minha cabeça, manipula minha imaginação,
e me faz dar o primeiro passo rumo ao desconhecido,
excitada e feliz.
Aprendi a degustar o caos.
No momento, enrolo minhas frustrações na mão,
feito docinhos,
que comerei num dia de festa!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

É o que acontece quando afrouxo a corrente....

Chinese Tongue Diagnosis Acupuncture Laminated Chart

Coisa mais triste!Tratei minha mania de controle,aprendi á respeitar os individuos,por menores que eles sejam,aprendi a ouvir,e mais importante,a compreender as pessoas,err,algumas né,pois outras,te juro, nem Froid conseguiria!
E agora, me flagro como a Queen dos conselhos inuteis!!Tá certo que ao vivo eu manero, mas escrevendo, nem eu me aguento!
Passou da hora de puxar a corrente,e enjaular este ser desconhecido dentro de mim!
Vou tentar melhorar,juro!
vou fazer uma regrinha a seguir.Quando for responder á alguma coisa,vou
escrever só uma frase.Só uminha.Will be difficult,mas eu ainda tenho a corrente na minha mão,né?
Dificil foi segurar o veneno da lingua e não morrer envenenada.Rá

Essas mulheres...

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Espera


Quer saber?Quero mandar tudo á merda e sair daqui de uma vez.Nada contra o lugar e suas gentes,pois este foi o lugar onde eu poderia ficar pra sempre( meiamentira)mas tenho a vontade louca de seguir meu rumo,desfazer-me de tudo que tenho pra depois achar um canto de mundo,com areia branca,uma rede amarrada nos coqueiros e uma brisa que vem do mar.
Agora você entendeu minha ansiedade,né?rsrs

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Cinismo.

Eu aceito certos tipos de cinismo.
O dicionário diz que o cínico é falso, mentiroso.
Mas nem todo cínico é mentiroso,e tem muito cínico que é rotulado assim justamente por dizer a verdade,cruel, mas verdade,para não enganar ninguém.São os cínicos cara de pau.
E tem muito cínico mentiroso,sucessos sociais ,políticos, vivendo papéis ficçionais na vida dos outros.Esses raramente levam o rótulo que merecem.
Tudo questão de palavra e consenso.
Outra coisa que aceito, é individualismo.
Ouço muita gente boa dizer que o mundo está assim porque as pessoas são individualistas.
Individualismo não é egoismo.Pode até virar, pois o que não se transforma em outra coisa quando é levado ao exagero?Pode pensar aí que vc vai ver, vai achar vários exemplos.
É consenso ou sou só eu?
Olha essa musica.
(eu queria botar ela a rolar aqui,mas sou ignorante e não consegui!)


Desculpe meu bem,
se ontem te fiz chorar,
mas a vida é assim mesmo
Não se pode exigir,
pouco dá pra esperar.

Muito obrigado por tudo,pelo teu suor,
pelos teus gemidos.
Espero que a minha estupidez
cicatrize teus sentimentos feridos.

E assim,morro assim só,
perdido no escuro, dentro de mim
E vou cruzando o barro,
vou comendo o pó ,até que chegue o fim.

Mas a força eu retiro, sugo, feito um vampiro
de saber que as estrelas também vivem sós.
De um cigarro amassado,
de uma rua deserta,
de outros que até eu posso sentir dó.
Da menina de olhos grandes como a lua,
de uma noite sentindo,tua carne crua.

E dos bares das festas dos vinhos, serestas
das mentes infestas ,de podres horrores, de mil desamores.
Do chopp das quatro, desse louco mundo putrefato,
Dessa grande peça de teatro.

Nei lisboa, Rima rica,frase feita.(cínico demais,amo)

Ps:Faltou uma frase nesse texto,que eu botei depois.Se já leu, vai descobrir, se vai ler agora, abafa.

Mentes discrepantes

Aí, gente, parece que ninguém mais se candidatou, então, passo a escrever no mentes Discrepantes.
Vou ser o macaco gordo, aquele que quebra um galho!rsrsrsrs
Mas tá tranquilo, posta uma vez por semana, tralálá e tal.
Vai lá e vota na pesquisa da semana e diz sobre qual assunto você quer que a gente "sente" o verbo.
Vamos ver como é que fica,tomara que role um bom entrosamento, se as aptidões ogras da minha pessoinha não arrepiarem a galera...

http://mentesdiscrepantes.blogspot.com/

domingo, 3 de maio de 2009

Eu aceito a troca!

Recebido by mail.

Pessoal
Vamos divulgar esta mensagem, quem sabe ela vai parar na mão de quem possa seriamente resolver este absurdo!!!!
Grata
Fatima



TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES



Prezado amigo!

Sou professor de Física, de ensino médio de uma escola
pública em uma cidade do interior da Bahia e gostaria de expor a você o meu salário bruto mensal: R$650,00.
Eu fico com vergonha até de dizer, mas meu salário é R$650,00. Isso mesmo! E olha que eu ganho mais que outros colegas de profissão que não possuem um curso superior como eu e
recebem minguados R$440,00.
Será que alguém acha que, com um salário assim, a rede de ensino poderá contar com professores competentes e
dispostos a ensinar?
Não querendo generalizar, pois ainda existem bons
professores lecionando, atualmente a regra é essa: O professor faz de conta que dá aula, o aluno faz de conta que aprende, o Governo faz de conta que paga e a escola aprova o aluno mal preparado.
Incrível, mas é a pura verdade!
Sinceramente, eu leciono porque sou um idealista e atualmente
vejo a profissão como um trabalho social.
Mas nessa semana, o soco que tomei na boca do estomago do meu idealismo foi duro!
Descobri que um parlamentar brasileiro custa para o país
R$10,2 milhões por ano.
São os parlamentares mais caros do mundo.
O minuto trabalhado aqui custa ao contribuinte R$11.545.
Na Itália, são gastos com parlamentares R$3,9 milhões, na França, pouco mais de R$2,8 milhões, na Espanha, cada parlamentar custa por ano R$850 mil e na vizinha, Argentina, R$1,3 milhões.
Trocando em miúdos, um parlamentar custa ao país, por
baixo, 688 professores com curso superior !
Diante dos fatos, gostaria muito, amigo, que você
divulgasse minha campanha, na qual o lema será:


'TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES'


Obrigado!

As piranhas tem que casar...

Conselho não autorizado!(mó chatisse)
As piranhas,piriguetis,vadias, desfrutáveis e putas a fins tem , por direito, achar macho capaz de sossegar-lhes as piriquitas.
As mulheres que pegam qualquer um,ou mais sensitive point, o seu,precisam e buscam um homem pra chamar de seu também( no meio da suruba, de preferência).
Então meninas, tenham paciência,vocês que saem decotadas, cheirosas e poderosas,no castelo ou no cativeiro ,comecem a procurar um homem beeem imaginativo e fantasioso,ou no mínimo obediente, pára de piranhagem,escolhe um e investe.
Tá cheio de homem com as cabeças cheias de tezão,e os que possuem essa qualidade e ainda são obedientes estão por aí,eu mesma já .aiai é o que eu vadia adoro
E pode até ter acontecido de você ter rolado e rebolado com um deles, mas nem deu tempo de ver se funciona,e já foi com o cara do carro,conferir aquele material.(que moreno)
Pare de dar uma fugaz alegria pra galera, escolha um e faça o homem realmente feliz, e a você também, construindo uma relação melhor a cada encontro.E faça muuito sexo,lógico!hehehehehehe

Sem título.
Estou A-m-a-n-d-o.
É, isso mesmo que vc leu.
Provoquei, levei,
pedí e ganhei.
Ainda estou com aquele sorriso indisfarçável de mulher bem comida na cara,teclando no meu pratinha novo.
Vou ficar quietinha agora.
Porque só consigo pensar naquilo.
Daqui á pouco perco a linha,
aí já viu.










sexta-feira, 1 de maio de 2009

Eu amo meu blog!

Eu amo esse espacinho,
ainda mais quando um certo leitor
atende meus caprichos....
Eu quero coisá!
Quero agora!
Nào aguento mais te desejar, e me conter.
Me dói aquela frase,a de sempre.
-Olha as crianças!!
Estou nessa há onze anos...

Siricutico coçador

Agora,olha o que eu achei,para quem, como eu, que não sossega o facho nunca!Siricutici coçador
Fiquei pensando, que tal uma seafarm?Afinal, criar peixe não é tão dificil assim!
olha o que eu achei...
Openness to Investment – Both public and private sector leaders have declared Guyana ‘open for business’. Foreign investors receive the same treatment as domestic investors. Guyana provides an array of across-the-board investment incentives, including a flat business tax rate, tax holidays, waivers of customs duties, export tax allowances, and unrestricted repatriation of profits, as well as additional incentives in priority export sectors. Furthermore, Guyana’s investment promotion agency, GO-Invest, provides effective support to investors before, during and after an investment has been realized.
Ahhhh, lá vou eu pra internet de novo!
Quer ser meu sócio?

Arquivo do blog

NeoCounter